‘Mais dentro do que eles pensam.’

0
141

A pior coisa do mundo e quando uma pessoa desinformada publica uma noticia sem saber o que esta falando. O que deveria ser um ponto positivo o fato da nossa imprensa ser livre, acaba cometendo erros que podem prejudicar as pessoas.

Em minha conduta como jornalista, me limito a apresentar os fatos de forma real e verdadeira sem ficar fazendo comentários pessoais daquilo que eu acho, pois aprendi que uma informação maldosa pode acabar cometendo injustiças contra A ou B. O ser humano tem seu livre arbítrio para tomar as suas decisões, bastando apenas receber a verdade.

O Deputado Federal Zé Augusto Nalin, que hoje não é mais suplente, assumiu a sua cadeira de Deputado definitivamente quando Washington Reis ganhou a eleição para prefeito de Duque de Caxias. Como todos puderam observar na votação que ocorreu semana passada contra o presidente da república, o Deputado Federal Leonardo Pisciani compareceu a votação e o ex-suplente do Deputado também votou. Todos se lembram quem era o suplente do Deputado Federal Pisciani?  Isso mesmo e o atual Deputado Federal Zé Augusto Nalin que também votou. Então quem anda falando que Zé Augusto Nalin é o 5 suplente, deveria estudar um pouquinho mais sobre a nossa  política para não cometer tal erro.

Agora vamos falar de voto Distrital. O voto Distrital acaba com a grande quantidade de candidatos que se elegiam através das coligações. No passado tínhamos em um partido Deputados que eram muito fortes como foi o caso do Tiririca em São Paulo e do Wagner Montes aqui no Rio. Com a grande quantidade de votos que eles alcançavam os candidatos mais fracos se elegiam na aba deles. AGORA ACABOU. Cada partido esta sozinho, só existindo duas possibilidades da pessoa se candidatar; 1- Quem já esta na cadeira e obteve uma boa votação (que é o caso do Deputado Federal Zé Augusto Nalin) ou quem o partido tem certeza que conseguirá uma excelente votação; O que isso significa; ACABOU A ENXURRADA DE CANDIDATOS.

Fechando com o título da matéria… “Mais dentro do que eles pensam.”

DEIXE UMA RESPOSTA