Crotalária grande aliada no combate a dengue.

1
231

Flores amarelas e uma vagem com sementes que ao sacudir faz um xique xique é a crotolária. Muito encontrada nos jardins e matagais as vezes é tida como mato que nasce aleatório. Nas lavouras elas são usadas para rotação de culturas. O cultivo pode ser adotado antes e durante as safras. Mas a leguminosa também é importante para a descompactação do solo, controle de erosão e fixação de nitrogênio. A crotalaria  só não pode ser usada nos pastos pois é tóxicas para o gado.

Agora o mais interessante dessa planta é que ela é um repelente natural contra o Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika.

A Crotalária atrai a libélula, que busca colocar ovos em água parada, assim como o mosquito Aedes Aegypti, vai depositar seus ovos, essas larvas vão se alimentar das larvas do mosquito transmissor da dengue acabando com aquele foco. O mesmo acontece com a libélula adulta, ela é predadora e se alimenta de pequenos insetos, o que inclui o Aedes Aegypti. Assim, quebra-se a cadeia reprodutora do mosquito da dengue. Mas, atenção! As outras armas de combate, como manter quintais e jardins limpos e sem água parada continuam. A crotalária vai ajudar no combate a infestação. Fique atento!

Infelizmente ainda não foi  comprovado científicamente que a libélula seja um predador do mosquito da dengue.

Porém muitas cidades do interior de São Paulo e Minas Gerais estão distribuindo as sementes para a população plantar em suas casa, terrenos baldios, praças e até em beira de rios. Os resultados tem sido satisfatório pois reduziu os casos de dengue nessas cidades.

A crotolária e de fácil cultivo, não é exigente em relação ao solo e pode ser cultivada a sol pleno. Como já disse a planta é tóxica, então  cuidado com os animais de estimação.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA