Marcelinho e Cia dão show de Basquete encima do Vasco da Gama

Fotos:Américo Pessoa

0
108

A partida entre Flamengo e Vasco, neste sábado (30/12), marcou uma página especial na gloriosa carreira de Marcelinho Machado. Em sua temporada de despedida das quadras, o ala de 42 anos teve uma atuação de gala na Arena Carioca 1 e liderou o triunfo rubro-negro, por 89 a 81.

Cestinha do jogo, com 22 pontos, Marcelinho foi brilhante. Para obter sua maior pontuação na temporada, o camisa 4 acertou oito dos 16 arremessos de quadra que tentou, sendo quatro da linha dos 3 pontos. Além disso, ainda somou seis rebotes e quatro assistências para totalizar 22 de eficiência.

“Já vivi muita coisa no basquete, mas temporada de despedida é a primeira vez, então isso me motiva ainda mais nos jogos. Eu fico muito feliz em ajudar o time a vencer. São vitórias como essa que dão ainda mais confiança para a equipe seguir em busca do grande objetivo, que é o título do NBB CAIXA”, disse Marcelinho.

“Não quero que as pessoas olhem apenas para a minha idade. Quero ser avaliado pelo meu rendimento em quadra e pelo meu mérito. É nisso que penso todo dia e hoje consegui ser bastante útil ao time”, completou.

Depois de ver todo o primeiro quarto do banco de reservas, Marcelinho entrou em quadra no início do segundo período em um momento delicado para o Flamengo. Foi então que sua estrela brilhou. Com a equipe da Gávea perdendo por 11 pontos (26 a 15), o capitão chamou a responsabilidade e marcou 12 pontos na parcial.

No embalo da tarde inspirada de Marcelinho, o Flamengo equilibrou o jogo ainda no segundo quarto e, após o jogador converter sua terceira bola de 3, passou à frente pela primeira vez (32 a 31). Depois disso, o jogo foi outro e o clube da Gávea foi mais regular no segundo tempo para ficar com a vitória.

“Ele sabe muito bem como se jogam partidas como essa e contagiou todo o time naquele momento. Quando o Marcelinho entra no jogo e está em uma tarde inspirada como essa é difícil não pensar que a equipe pode reverter uma situação adversa. Ter o Marcelo no time é um orgulho muito grande para o clube e para todos nós”, exaltou o comandante rubro-negro José Neto.

Marcelinho mostrou toda sua categoria Mais do que os pontos marcados, Marcelinho vibrou com a torcida e conduziu seus companheiros em quadra ao longo de todo o jogo. Tanto é que depois que entrou no jogo, o capitão rubro-negro praticamente não saiu mais e ficou em quadra em 29 minutos entre o segundo e o último quartos.

“Todo o jogo entre Flamengo e Vasco é como se fosse uma final. Pode ser um ‘rachão’ na quadra da Lagoa, mas todos vão dar um algo a mais para vencer. Hoje não foi diferente e as duas equipes fizeram um grande jogo. Soubemos lidar com o começo ruim e depois mantivemos um bom nível de atuação”, explicou Marcelinho.

Acostumado com partidas decisivas, Marcelinho pode ter disputado o último clássico contra o Vasco ao lado da torcida do Flamengo. Isso porque a partida do segundo turno terá apenas torcedores do Vasco. Agora, para o camisa 4 ter a Nação rubro-negra ao seu lado no “Clássico dos Milhões” no NBB CAIXA só em um possível confronto entre os rivais nos playoffs.

“Jogar diante da torcida do Flamengo é algo maravilhoso. Não canso de dizer isso, e olha que já estou há 11 anos no clube. Quando você olha para a arquibancada e vê a torcida não parando de cantar um segundo e empurrando o time, você tira força de onde as vezes você nem sabe que tem”, concluiu Marcelinho.

HOMENAGEM

Antes do início da partida, o roupeiro do Flamengo carinhosamente chamado de MECHILA, foi homenageado pelos 30 anos de serviços prestados ao Basquete do C. R. do Flamengo, com uma linda placa de congratulações.

 

DEIXE UMA RESPOSTA