FRENTE A FRENTE: Vandro Família x Núbia Cozzolino em abril. Aguardem.

0
1779

O assassinato de Paulinho P9 que chocou Magé, caiu como uma bomba atômica em nossa cidade. Em diversas redes sociais e em grupos de zaps acusações são disparadas sem provas concretas e as especulações sobre o mandante da morte de P9 acabaram caindo no judiciário.

Um vídeo postado pela ex-prefeita Núbia Cozzolino  no dia 20/03/2018, através do perfil blog da Nubia Cozzolino pertencente à rede social Facebook, onde faz ofensas diretas ao vice-prefeito Vandro Família, ao afirmar que o mesmo é milicano, assassino e já matou diversas pessoas, foi parar no tribunal de justiça através de ação de responsabilidade civil impetrada pelo vice-prefeito Vandro Família, a onde o mesmo postula tutela de urgência para que seja oficiado ao Facebook e o Google para que retire do ar o Blog www. blognubiacozzolino.com.br e a página do perfil blog Nubia Cozzolino, bem como, intimação da autora para que exclua todos os vídeos postados que façam referência ao nome do autor, bem como, para que se abstenha de postar novos vídeos com a mesma natureza, utilizando o nome do autor.

         A decisão do judiciário foi à exclusão do vídeo e a proibição de novas postagens mencionando o autor (vice-prefeito Vandro Família).

          Esta foi a primeira vitória do vice-prefeito, mais do que justa pois não se pode acusar uma pessoa sem que haja provas.

         Mas um fato que ninguém se atentou e que a decisão do judiciário vem acompanha desta determinação:

         “. 2 – Designo audiência de conciliação (ou mediação) para o dia 18/04/2018, às 15:00 horas, na forma do artigo 334 do NCPC, devendo o réu ser citado, com as advertências legais, com pelo menos 20 dias de antecedência, independentemente da  data da juntada do mandado/carta citatória, já que a resposta não se dará naquela oportunidade. 3. Caso não haja interesse pelo réu na audiência prévia, deverá assim se manifestar com 10 dias de antecedência, contados da data da audiência. 4. O não comparecimento injustificado do autor ou do réu à audiência prévia será considerado como ato atentatório à dignidade da Justiça, e apenado com multa de até 2% da vantagem econômica pretendida ou do valor da causa, revertida em favor do Estado. 5. Terá o demandado o prazo de 15 dias para ofertar contestação por petição, sob pena de revelia e de presunção de veracidade dos fatos narrados pelo autor, contada da data: da audiência de conciliação ou de mediação, ou dá última sessão de conciliação, quando qualquer parte não comparecer ou, comparecendo, não houver autocomposição; do protocolo do pedido de cancelamento da audiência de conciliação ou de mediação apresentado pelo réu, por desinteresse; prevista no artigo 231 do NCPC, com o modo como foi feita a citação.

            Será que a ex-prefeita Nubia Cozzolino irá comparecer a audiência de conciliação no dia 18/04/2018, às 15:00 horas?  Caso compareça, esta audiência irá ser a grande manchete de Magé nesse dia.

         Jornalistas a postos, pois mais uma bomba atômica irá explodir em nossa cidade.

 

DEIXE UMA RESPOSTA